FAETEC divulga edital para ingresso de novos alunos
20/04/2017
Mostrar todos

Professora Alexina da Escola Normal, precursora da Literatura Infantil brasileira

Antes de Lygia Bojunga, Ziraldo e Monteiro Lobato, tivemos no Brasil uma professora da Escola Normal, muito importante para a criação da Literatura Infantil brasileira: Alexina Leite de Magalhães Pinto, a qual inspirou, em 2009, a dissertação de mestrado de Flávia Guia Carnevali, pela USP: “A mineira ruidosa” – Cultura popular e brasilidade na obra de Alexina de Magalhães Pinto (1870-1921).

Alexina Magalhães Pinto foi uma mulher revolucionária, que viajou sozinha para a França com 22 anos de idade (1892), trouxe de lá muitos estudos em pedagogia e didática, e uma bicicleta e roupa de ciclista, feitos considerados impróprios para uma moça, na época.

Tinha uma visão nova da educação, que, entre outras coisas, incluía adotar livros de recreação infantil, música, folclore, contos populares e brincadeiras, que ela mesma escreveu, ao lado de seu trabalho na Escola Normal (hoje Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro, Iserj), como aluna e como professora. Foi a criadora do projeto e da coleção Biblioteca Infantil Icks, que dirigiu, assinando alguns livros com o mesmo pseudônimo Icks.

Ela mereceu capítulo no referencial livro De Lobato a Bojunga: as reinações renovadas, de Laura Sandroni (2 ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011), páginas 39 a 42.

Alexina Magalhães Pinto foi musicista também, e aliou essa face com o seu trabalho em sala de aula e nos livros, que são precursores na pesquisa e registro do folclore brasileiro, incluindo as partituras musicais.

Links:

“A mineira ruidosa” – Cultura popular e brasilidade na obra de Alexina de Magalhães Pinto, autora: Flávia Guia Carnevali (clique aqui)

Música popular, memória e história em Alexina de Magalhães Pinto, autora: Flávia Guia Carnevali (clique aqui)

Literatura Infantil – UniCamp (clique aqui)

Alexina Leite de Magalhães Pinto na Wikipedia (clique aqui)

Obras de Alexina de Magalhães Pinto:

  • As nossas histórias (1907)
  • Os nossos brinquedos (1909)
  • Cantigas de criança e do povo e danças populares (1916)
  • Provérbios populares (1917)
  • Cantigas das crianças e dos pretos (s/d)
  • Histórias contadas (inédito)
  • Poesias e hinos patrióticos (inédito)

Veja algumas fotos: